terça-feira, 5 de fevereiro de 2008

Ahhh o carnaval..


Pessoas do meu Brasil, veranil..
é chegada a hora (ou talvez esteja passando dela) de cair na folia..
é chegada a hora de tirar a gravata, a camisa, o sapato de salto, a meia calça
e nos vestirmos de alegres foliões deste, que é o momento mais esperado por grande parte dos
cidadãos brasileiros.


É chegada a hora de perder o rumo...
Bom, eu que estive ocupada nesse período, pude assistir um pouco do que
foi o carnaval pelo Brasil afora..e sempre fico com medo!

Verdade!!


Medo de tomar conhecimento da nossa voracidade por sexo, por liberdade, por minutos de insanidade..

Dá medo ver a galera se pegando lá, numas, um aqui, outro ali, contabilizando na cadernetinha quantos "execuções" foram realmente concluídas..haja camisinha!!!

Mas não quero julgar ninguém..
Que o carnaval mexe com a cabeça das pessoas isso é fato..
então, ema ema ema, não é mesmo?


Bom, mais não era isso que eu queria falar..
Vi também no jornal, os melhores momentos das escolas de samba aqui de Sampa.
E fiquei emocionada..


Toda aquela gente, que é gente como a gente..
investe às vezes o pouco que ganha, para participar da grande festa do carnaval..
por amor ao samba, a festa e claro à escola..


Eu acredito que deve ser uma emoção fulminante..
Escutar o apito da bateria, e entrar para a avenida com o batuque envolvendo seu coração..
Não é para qualquer aspira!


Um amigo meu que já foi, me disse, que quando ele participou de um desfile no sambódromo de Sampa, o coração dele faltou saltar pra fora da boca..

Por dois motivos: primeiro porque ele já tava trilouco de tanto beber, e segundo porque quando começou a soar as primeiras notas do enredo da escola em que ele estava, o coração bateu forte e a adrenalina foi lá em cima.


Apesar de não apreciar muito o samba, e toda aquele bundalelê que envolve o carnaval, sei que bate na veia quando eu escuto um enredo bonito, ou uma bateria de fazer gosto.

Está intrínseco no brasileiro essa cultura festiva, que envolve e que vibra..
seja no carnaval, no ano novo, na páscoa..


A gente tem essa coisa, esse quê de brasileiro..
Sei lá como isso chama..


E apesar de achar o carnaval uma grande festa, sei que quando a folia acaba, o ano começa e aí todo mundo volta ao terno e gravata, ao sapato de salto apertado..a grande correria que é viver na cidade do caos e de todas as tribos..

Mas mesmo assim, viva o carnaval, e viva a folia do brasileiro, que sabe como ninguém esquecer os problemas e cair no samba..




Vai dar Brasil..





Ouvindo_Brixton, bronx e baixada_O Rappa

Um comentário:

Leonardo disse...

ai ai ....o carnaval

Como é bom poder viajar, esquecer os problemas, pular, zuar, etc....Eu adoro esse feriadão de cinco dias! Excelente.....mas se for pra falar da festa do carnaval especificamente, acho que perdeu parte de sua essência...E fui bondoso, se considerar que o carnaval é uma festa de origem cristã, relacionada com a páscoa....olha só o que virou...ha ha ha!

Eu só queria entender o porquê do carnaval causar esse sentimento voraz por pegação...rsrsrs....homens e mulheres se comportam de maneira "diferente" nesta época...Por que não em outro feriado?? Acho que isso envolve muito a mídia e o poder que ela tem sobre as pessoas.

Agora é a hora de tirar a armadura, ir pro samba e ser livre! E como é bonito ver a felicidade das pessoas que lá desfilam orgulhosas junto da sua escola do coração. Cantam e sambam junto dos carros alegóricos que levaram meses para ser construídos.

Mas aí de repente aparece uma mulher fazendo topless lá no carro...aí surge outra com um tapa-sexo de quatro centímetros, e muitas mais mostrando suas respectivas bundas com muito orgulho...

Eu, como homem, não me incomodo com isso...(por que será???) Mas penso na imagem que o Brasil exporta para o resto do mundo. Pois o carnaval é a mais pura afirmação da cultura brasileira.

Isto resulta numa imagem equivocada dos gringos sobre nosso país. Aqui não é só festa não pô!!!

Mas o feriadão já passou, é hora de voltar a ser comportadinho, colocar nossa armadura de novo(paletós e sapatos) e encarar a rotina do dia-a-dia.

Mas bem que o Carnaval podia ser em Agosto! Não tem feriado nenhum, não chove, e a gente já tá cansado querendo que acabe o ano logo...rsrsrs