terça-feira, 11 de março de 2008

sobre as pessoas de 30 anos..

Estive pensando sobre as pessoas de mais de 30 anos..
Já que praticamente todo o meu circulo de amizades se baseia em pessoas desta faixa etária..
tecerei aqui algumas teorias que quero compartilhar no blog..

De antemão, quero dizer que isso não é uma verdade absoluta pra mim..
São apenas teorias a respeito dos seres humanos que nasceram numa época diferente da minha..

Mas vamos lá..
Primeiro, todos, ou quase todos os meus amigos de 30 e tralálá já se separaram..
Já casaram, já juntaram, já foram morar junto, e pasmem..quase todos já desistiram de relacionamento.
Portanto forma-se uma classe de novos solteiros!

Que na verdade são pessoas que não tem mais pique pra ficar saindo com qualquer um (a),
que já não gostam de tanta badalação (o que eu até concordo), e pessoas que acabam ficando muuuuuito mais seletivas, principalmente as mulheres.

Tudo muito justificavél e compreensível..
mas que no fundo, tem um que, de TRAUMA..
Não interessa do que, nem de quem, mas noto que as pessoas
desta idade começam a tecer uma teia de proteção contra compromissos amorosos..
Contra, até mesmo o amor..

Já não acreditam em promessas, em juras, em textos..
em nada..
Já não se vêem mais como antigamente, e julgam-se sabedores das maselas dos relacionamentos.
Como sábios guerreiros cansados, sempre nos orientam a não fazer nada do que já fizeram, pois sabem que não vai dar certo.


E aí gente, bate um pânico nesse meu coração! Oh coração leviano!!
Porque, se nada mais dá certo, como é que eu faço pra viver um grande amor?
E aí, haja poema do Vinicius pra dar jeito nisso!

Até porque, o amor brega, o amor "xexelento", é algo de que todo ser humano precisa..
E aí entra o problema: arriscar-se mais uma vez, ou deixar de lado, e ignorar uma grande oportunidade de ser feliz??


Do outro lado, vejo meus amigos, e pessoas que conheço ainda da minha faixa etária, e todos,
com exceção de uns contando comigo, se casando, querendo ter filhos, formar família..
A galera até uns 28/29 tá querendo casar?!?!?
E pasmem?!?!Rápido?

Aí eu me pergunto..
Casar para?
Primeiro: realmente formar família, com casa, filhos, cachorro e o escambau..
ou Segundo: Noivar, casar, tentar formar uma família, e depois se separar?

Estamos preparados para dar continuidade as famílias de verdade, ou seremos como os anos 90?
Uma cópia barata e rídicula da geração que cresceu no tempo do playmobil?
Estamos preparados para amar?
Ou só queremos títulos, rótulos e afins?
Queremos mesmo, esposas e maridos?
Ou faremos parte da classe separada e desquitada, e tão traumatizada em relação às pessoas??

Somos capazes?
Somos melhores?
Não sei dizer..

Eu fico mesmo é com medo..
de encontrar tantas pessoas, com marcas tão profundas a ponto de se esconderem dentro delas..
eu fico com medo, é de me entregar, e por mais que eu tente, nunca ser capaz de superar as malditas travas que a geração antes da minha causou..

Eu fico mesmo perdida ao ouvir meus amigos falarem de relacionamento..
Uns não acreditam..outros até duvidam..
uns jogam com descrédito, outros se entregam a qualquer coisa que os faça acreditar que
podem ser melhores..sem cautela, e sem pensar..
e aí, entram num ciclo vicioso..
De sempre passarem a rasteira neles mesmos..

Acho que é válido acabar com uma coisa, quando ela não dá certo..
uma, duas, três experiências dificeis, é compreensível e normal a todo ser humano..
Mas daí a achar que, todo relacionamento no mundo inteirinho vai falhar, é sacanagem!

Sei lá, meus amigos..
Mas eu gostaria mesmo de acreditar que ainda existe a
possibilidade de amar e ser correspondido de verdade..
Eu acredito sim, que existe alguém nesse mundo, que vai me deixar entrar..
que vai me deixar descobrir um amor de verdade..
mesmo que seja pra sofrer..mesmo que seja pra chorar..
Poxa, já chorei por tanta gente que não valeu a pena..
Quero apenas ter a sensação de que fui amada, em cada detalhe..
e em cada defeito..
Quero ter a sensação de ser correspondida e corresponder de verdade..
Porque de mentira, eu já amei demais..
Porque de mentira, é essa máscara brutal demais que eu visto, e que
na verdade é um pedido de socorro..
De verdade é a minha ânsia pela vida, de verdade é meu coração, batendo, sangrando..
querendo sim, isso..
Que não são rótulos ou títulos. Que são pessoas!


Por outro lado..
Acho que não adianta ficar atrás de quem não me quer..
e dar chances a quem me quer também, pode parecer uma solução adequeda
mais um tanto injusta..
quero gostar de peito aberto..
gostar de um homem que saiba, assim como eu, do meu valor..
e do valor dele..
que saiba que podemos traçar um caminho juntos, e sermos felizes
de verdade..

porque a vida é muito curta pra nunca amar
e eu sou nova demais pra achar que o amor não vale a pena!!







***** Posts que falam comigo: é assim que eu gosto de ser!
E vamo que vamo, porque hoje é dia de zona leste..de novo!





Ouvindo_(no som de casa)_Ópera do Malandro_Chico Buarque








e se tudo der certo, quarta vai ser bom hein!?!?

3 comentários:

Anônimo disse...

Bom, vc disse tudo que a sua amiga aqui do interior de minas queria escutar...
Que ainda se pode acreditar, que ainda tem pessoas que acreditam, que o amor existe e que em alguma parte desse mundo vc vai encontra aquela pessoa que vai fazer seu coração bater mas forte...

E dizer tb que a minha amiga e uma grande escritora,tá escrevendo muito bem hem "baixenetas"(lembra, tempinhos bons) que além de amiga sou fã, e que vou todos os dias entrar aqui pra ler...
E que cada dia admiro e respito mais.

Luize disse...

Já tinha ouvido isso mesmo, q qnto mais velhos mais seletivos ficamos, mais enjuados e consequentemente solteiros (sozinhos nunca.. hehe).

Tenho medo disso, de chegar nesse ponto. Quero ter filhos! E quero q me chamem de mãe e não de vó.

Difícil, complicado...

E se os relacionamentos não tivessem palpites externos? De nenhum dos lados. Quando alguém fosse falar de vc pra ele ou dele pra vc, vcs não escutassem, ficasse td em silêncio. Será q daria mais certo? Vcs terem a opinião do outro pelo o q ele te passa e vc acredita e não com influenciadores externos?!






Qndo descobrirem a fórmula de amar, de conviver, de relacionar, eu quero! Se preciso faço intensivão pra entender essa fórmula!
ahuashiashiuashuiashuisa...


poxa, passa lá no blog e deixa sua opinião, comentário ou um "oi".


:***

Leonardo disse...

Pessoas de 30 anos que se separam...

Tem acontecido com muita freqüência nos últimos anos.

O que me assusta mesmo é ver uma notícia como esta:

http://jc.uol.com.br/2007/09/28/not_150646.php

Então surgem inúmeras dúvidas, pois chego a diversas conclusões sobre esta notícia:

Os tempos mudaram?
Em um futuro próximo não haverá mais casamentos?
As pessoas não querem mais ter alguém com quem viver?
Antigamente as pessoas sabiam escolher bem seus parceiros?
Ou talvez, naquela época, as pessoas continuassem com o casamento forçosamente, mesmo que a paixão tivesse sido perdida há muito tempo, só para não ter que se separar.

É tão complicado isto, pois vejo casais de longa data que ainda se amam, outros que se tornaram apenas amigos, e outros que mal dizem "bom dia" um ao outro.

Como o Homem e a cultura estão sempre em transformção, acredito que o casamento terá mudanças no futuro sim.

Mas o que fazer, se a pessoa acredita no grande amor, e quer ter alguém ao seu lado, uma família?

Acho que não há muito a fazer a não ser ir atrás. Acredito que essa estória de esperar as coisas acontecerem naturalmente é a maior mentira. A gente tem que batalhar pra conseguir o que quer.

Talvez seja difícil encontrar alguém com princípios parecidos com os nossos, mas é possível... Veja o exemplo da sua música. Você vive num país onde a cultura musical é terrível. O Funk, o Axé, etc, estão na boca de todo mundo, mas mesmo assim você encontrou pessoas que fazem seu estilo.

-----------------
Claro que existe a possibilidade de amar e ser correspondido de verdade. Mas o segredo é saber procurar bem, olhar em volta, abrir os olhos.

Não nos resta nada a não ser arriscar. E se a gente cair, tem que dar um jeito de levantar e seguir em frente. Pois o sonho é o mais importante.

E daí se as pessoas dizem que todos os relacionamentos falham, o importante é que tenha sido intenso, verdadeiro enquanto durou. A gente fica com um pé atrás, eu sei, mas se não se entregar tem como conseguir o que quer?

Talvez antigamente as pessoas aceitassem mais os defeitos de seus parceiros e hoje estejam mais intoleráveis. Talvez a vida agitada do novo milênio proporcione pessoas mais explosivas...

AAAAHHHH....este assunto é muito complexo! É necessário muito mais tempo e palavras para se chegar ao contexto principal.

Mas de duas coisas eu tenho certeza.

1- O número de pessoas que querem e sonham o mesmo que nós é muito maior do que imaginamos.

2- Não existe relacionamento sem brigas, choros, desavenças. Cada um tem sua particularidade e o ser humano é cheio de questionamentos, defeitos, emoções. Esta é uma guerra repleta de batalhas, que os casais devem aprender a enfrentar juntos, caso queiram seguir em frente.