terça-feira, 14 de agosto de 2007

Revoluções internas...



Basta a gente ficar apaixonado pra fazer várias revoluções internas.
Bom, deixa eu explicar..
Revoluções internas são as mudanças que a gente aceita pra vida da gente, os pré - conceitos que a gente começa a reavaliar, e percebe que não tem nada a ver..
Por exemplo, euzinha, roqueira do jeito que sou, ouvi ontem música sertaneja..
e até que não foi tão ruim quanto eu esperava.. na verdade foi bem bom!!hehehehe


Não, não vou começar a colocar isso no meu mp3. Fiquem tranqüilos!!Mais já dá pra quebrar aquele ranço que a gente tem contra algumas coisas..
Bom, isso é só a ponta do iceberg, tenho experimentado coisas que dê perto parecem ser casuais ou nada diferentes, mais que no fim do dia fazem a maior diferença..


Claro que, a gente vai se adaptando aos poucos. Vai sentindo como cada pessoa é, cada um com a suas manias, qualidades e defeitos e vai aprendendo que na verdade, a gente não precisa nem gostar dos defeitos e qualidades. Isso não é preciso! Basta apenas aceitar, essa é a palavra certa, aceitar o outro na sua integridade.



Ao mesmo tempo em que vou me modificando, como ser mutante que sou, vou também modificando esse meu olhar horas tão radical em relação à vida. Essa minha intensidade que faz com que eu vá me jogando na vida, e vá tirando minhas próprias conclusões, e vez por outra toda essa intensidade vai me dando uns tombinhos e me fazendo perceber a imensidão dos meus enganos, e de quanto a vida tem para nos ensinar..



O fato é que, nunca ninguém tinha entrado na minha vida desse jeito, com essa calmaria e ao mesmo tempo com essa força avassaladora. Tudo bem, eu admito que nunca deixei que ninguém fizesse isso, sempre fui atrás, sempre estive presente, e sempre fui muito clara e intensa, obviamente, por isso as coisas sempre começam meio que “queimando” pra mim..Por isso, sinceras sejam as minhas desculpas agora por essa minha invasão na vida das pessoas. Na verdade, esqueçam as desculpas..
Peço apenas que me aceitem e que tentem compreender essa minha alma inquieta e ansiosa por viver novas emoções.


É que, como disse no post passado, minha alma nova, anseia por brincar de vida, de experimentar o caos e a calmaria ao mesmo tempo, e isso faz de mim esse ser meio louquinho às vezes.
Quem conhece de perto sabe que, a Luciana não é “marrentinha” e brava como parece ser. É só o esconderijo que ela tem para tanta carência de atenção e de carinho que ela insiste em ter, mesmo rodeada de amigos. Como diria Cazuza, faz parte do meu show ser assim, horas mais branda (quase nunca!!) e horas mais viva, mais pilhada..mais vibrante.
Coisa de ariana com ascendente em touro. Uma loucura quase doce eu diria.



Fico olhando para os meus desafios à frente e não tenho medo, tenho ânsia por viver isso tudo com a voracidade de um leão. Tenho pressa..sempre.
Se isso é um mal? Não sei ao certo, sei que isso me faz um pouco mais decidida e mais aberta para a vida.


Acho que é por isso que meu estômago (como teimo em dizer todas as vezes!) sofre tanto com a sua dona. Por essa ansiedade que só cessa depois de um beijo carinhoso, ou por uma boa conversa com um grupo de amigas bem peculiares que gosto de encontrar numa travessinha da Avenida Pompéia!!
Hehehehehehehehe

Tem horas que acho que toda essa gastrite vem pra me lembrar que não preciso viver assim com tanta pressa, que as coisas podem acontecer devagar também. Acho que também pode ser um chamado pra me cuidar melhor, pra dar mais atenção pro meu corpo, e escutar mais a minha vozinha interior que grita dentro de mim e eu nem dou bola.



Na minha imaginação que vai longe, vejo meu estômago exatamente assim:
Um baixinho marrento e estressado, com os cabelo brancos de stress, que anda de cá para lá dizendo aos berros:

“ – Assim não dá Luciana, olha só esse relatório de desempenho!!!!
Eis que ele olha para baixo com um papel na mão e grita:
“ -OLHA SÓ ISSO, Luciana!!! Nós vamos mal, mal.
Escuta só:
-Nível de acidez estomacal: 150% ,
-Nível de stress físico e psicológico: 200%
-Perigo de explosão por acidez: 800%
Então ele grita: Luciana, pare já com isso!! Nossas paredes não vão agüentar por muito tempo..
E continua:

“ Que absurdo, olha aqui:
- Risco de ter que amputar: 300%
- Risco de Alta Produção do Líquido Biliar: R$ 600%
- Risco de Vômitos: 700%
Então ele já vermelho frita:

Luciana!!! Você vai me deixar com gastrite!!!!

uahuahauhauhauahuahuahuaa
Bom, é isso..
Meu estômago deve estar a ponto de ter uma crise gástrica por minha causa!!

Eu e minha imaginação..
heheheheeheeeh

2 comentários:

Luize disse...

hiasuhsauis...
engraçado essas 'mudanças' mesmo.
mais engraçado ainda esse diálogo q vc criou aí
asHJUihasuiasUIhasui..
meu estômago tem vezes q vai até a boca tbm de tanta ansiedade e nervosismo.

Boa terça pra ti!
:****

tiago disse...

oi